Proteína nos canários de porte

19 04 2013

Como todos os dias estamos a aprender e o que eu estou a escrever hoje daqui a um ano poderei estar a escrever algo totalmente diferente relativo ao mesmo assunto, porque as técnicas evoluem, ou adquirimos outros conhecimentos, ou então com a ajuda de outras pessoas mais experientes vamos raciocinando retirando algumas conclusões.

O tema que vos deixo hoje está relacionado com a percentagem de proteína e a obtenção de exemplares de maiores tamanhos.

Nos Frisados do Norte, tenho a preocupação de ir obtendo aves maiores, nos Lizards apesar do standard pretender uma ave pequena, o futuro será apresentar aves com maior tamanho, pois são mais vistosas.

Mas o cerne da questão é, como vamos conseguir aumentar o tamanho das aves?

Em tópicos anteriores referi que aumentava a percentagem de proteína na papa de cria, faço isso através de levedura de cerveja, coloco também “breedmax”.

Hoje, com a ajuda de um amigo, tivemos a fazer contas de quanto eu aumentava a percentagem de proteína na papa com as adições que eu fazia. E então com a adição da levedura de cerveja aumentava apenas em 0,5% a percentagem de proteína, o que é praticamente nada, quanto ao “breedmax” nem vale a pena fazer contas porque o que vou escrever a seguir parece-me ser a parte importante.

O meu amigo mostrou-me para demonstrar a teoria dele, três tipos diferentes de rações para cães, ração para cães pequenos, para cães médios e cães grandes, e verificamos a percentagem de proteína de cada uma delas. Para os cães mais pequenos é a que tem maior percentagem proteica, e a para cães grandes a menor quantidade de proteína. Parece ser um contra senso, mas não é. Porque quanto maior a quantidade de proteína, mais rápido o crescimento do animal, e o que se pretende é o aumento do esqueleto, da formação óssea  invés do rápido ganho de carne. Ao fornecermos um produto com mais proteína, a ave vai ganhar carne rapidamente, enquanto que o esqueleto não acompanha esse crescimento.

Então afinal o que é importante para que as aves cresçam de tamanho? Obviamente prendesse pela formação óssea, e aí está a necessidade de cálcio e a sua fixação. A vitamina necessária à fixação do cálcio é a vitamina D3.

Assim, poderei concluir que o cálcio e a vitamina D3 é mais importante para o aumento de tamanho das aves do que propriamente a proteína. A selecção da genética dos reprodutores é também muito importante assim como a utilização de aves nevadas, pois as aves intensas tendem a fazer diminuir o tamanho da descendência.

Alguns criadores defendem que a utilização de antibióticos veio contribuir também para o aumento do tamanho das aves.

Anúncios

Acções

Information

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: