Antibióticos

21 07 2011

Resolvi escrever um pouco acerca dos antibióticos porque na passada semana apareceu me uma canária reprodutora embolada, com os intestinos inflamados e diarreia.

Nos últimos dois anos reduzi ao máximo o uso de antibióticos nos pássaros, limitando-me a fazer uma limpeza anual antes da criação com um antibiótico de largo espectro.

Quando comecei a criar canários mais a sério era sempre uma grande dificuldade aguentar as crias, tinha uma grande percentagem de mortes, algumas tinha que andar a alimentar à seringa, algo que no passar dos anos vi que era algo despropositado, porque estava a criar pássaros débeis para toda a vida. Então comecei a fornecer antibióticos misturados com a papa, e noutros casos na água.  O “Tabernil Cria” era o suplemento de eleição de muitos criadores e foi também o meu, que na sua composição apresentava alguns antibióticos. Até que no ano passado o “Tabernil Cria” teve alterações na sua composição, os antibióticos foram substituídos por produtos lácteos, óleos e gorduras.

Mas já no ano de 2009 tinha começado a fornecer um suplemento vitamínico na papa, e então em 2010 deixei de utilizar o “Tabernil Cria”, e este ano idem. A percentagem de mortes nas crias, aves doentes é muito baixa, a percentagem de perdas de crias anda na casa dos 10% a 12%, valor sempre baixo.

De qualquer forma não poderei escrever nada acerca do novo “Tabernil Cria”, pois nunca o utilizei.

Alguns criadores defendem que o uso dos antibióticos tem permitido o aumento de tamanho nas aves, mas nem tudo é positivo no seu uso.

Voltando ao tema da canária doente, pelo facto dos meus canários apenas verem por ano 5 dias de antibióticos, qualquer doença que apareça, o que é raro, os antibióticos têm uma grande eficácia no combate e os pássaros conseguem realmente debelar e fintar os problemas que poderão surgir, foi o que sucedeu à canária passados dois dias de antibiótico, já não tinha fezes líquidas, os intestinos estavam menos inflamados, voltando a mostrar vitalidade e normalidade no comportamento. Este baixo uso de antibióticos nas minhas aves permite este tipo de resposta, em que os vírus, bactérias, sejam combatidas com sucesso, não havendo criação de resistência e adaptações ao antibiótico.

Uma análise atenta diária dos pássaros é importante, assim que se detecte algum comportamento anormal, deverá logo a ave ser separada e controlado as suas fezes e o estado do ventre.

Algumas formas muito simples para saber se uma ave está bem de saúde é por exemplo, os canários saudáveis por norma dormem só com uma pata poisada, um canário doente em norma não toma banho, e os casos óbvios de pássaros embolados que é sintoma de alguma anormalidade na ave.

Anúncios

Acções

Information

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: